Intercâmbio » Exterior

Partiu, América Central!

A história da Relações Públicas que se aventurou pela Guatemala

Quando se pensa em trabalhar no exterior, imagens de cidades da Europa, Reino Unido, Oceania ou América do Norte são as primeiras que surgem. Seja por falta de conhecimento ou divulgação, países da América Central ficam em terceiro plano em turismo e busca por trabalho.

Ana Luiza Tannhauser Sant’Anna, Relações Públicas formada em 2014 pela Famecos (PUCRS) seguiu um caminho diferente e se aventurou na América Central, mais precisamente na Guatemala. Nascida em Porto Alegre e apaixonada por Netflix, Ana queria viver uma experiência fora do Brasil, unindo o âmbito profissional e a aprendizagem de outro idioma.

Em busca de alternativas, a Relações Públicas conheceu o projeto “Empreendedor Global” da AIESEC, uma plataforma internacional que possibilita o desenvolvimento pessoal e profissional de estudantes através de programas de trabalho em equipe, liderança e intercâmbio. O projeto social oferece vagas de empregos voluntários em startups ou empresas pequenas “Eu estava mais interessada nas atividades da vaga, do que o país para onde iria. Eu ia ocupar uma atividade de RP na empresa” diz, Ana, sobre a decisão de ir para Guatemala por dois meses.

Após sua experiência de dois meses, Ana retornou ao Brasil apaixonada pela cidade de Guatemala: “Tem muita influência do Estados Unidos, seja no comércio, na alimentação ou nas franquias que não existem no Brasil. O custo de vida é muito melhor também”. Ana afirma também que fez muitas amizades na América Central e ressalta que “a média salarial é melhor”.

Decidida a voltar para a Guatemala, Ana se inscreveu em uma nova experiência pela AIESEC para trabalhar em uma empresa suíça “Comecei como trainee e agora sou analista de marketing. Hoje eu resido na Guatemala”. Ana afirma que sua maior dificuldade em entrar no mercado de trabalho foi o idioma “Eu trabalho com 12 países diferentes, então quando tem apresentação ou  palestra eu preciso ensaiar bastante para não passar vergonha”.

Além disso, a analista de marketing cita as muitas diferenças entre Brasil e Guatemala: “aqui a profissão é super reconhecida. As pessoas dizem que legal! Você fez RP. No Brasil quando eu afirmava que fazia RP sempre precisava explicar o que era um RP”. Ana também valoriza as belezas naturais do local :“É um pais cheio de coisas naturais, rios, ruínas, vulcões”.

 

Fonte: Arquivo pessoal da Ana Luiza Tannhauser Sant’Anna.

 

Por fim, quando questionada sobre uma dica a deixar para estudantes que pretendem atuar fora do país, Ana ressalta “Estudem inglês e espanhol. Aprendam a falar outro idioma, sejam fluentes em outro idioma. Se possível vão para outros países”.