Profissionais » Mercado de trabalho

O sucesso pode estar mais perto do que imaginamos

Como uma RP transformou um projeto da faculdade em uma oportunidade para sua carreira

É chegada a tão esperada hora da formatura, a partir de agora a conexão com a faculdade diminui e você se vê sozinho para encarar o mercado de trabalho. Essa sensação de medo e insegurança já passou pela cabeça de muitos estudantes e até mesmo de pessoas que já estão no mercado e não conseguem achar oportunidades para crescer e inovar em seus empregos. Mas e se mudarmos nosso  ponto de vista e criarmos nossas próprias oportunidades? Pensamos que inovar é monstro e que somente os gênios conseguem, quando, na verdade, todos somos gênio para alguma coisa.

A foto mostra Christine Leopardo vestida com uma toga preta com detalhes azuis, segundo o canudo de formatura, também azul.

Colação de grau da formatura em Relações Públicas UFRGS, 2016. Foto: applause.

Christine Hartmann Leopardo, há 11 meses é analista de marketing no Banco DLL, ocupando o cargo de comunicação, criado por uma demanda encontrada por ela. Christine entrou na Faculdade de Comunicação Social com habilitação em Relações Públicas no ano de 2011, e, até seu 3 semestre, participou de projetos na própria UFRGS, buscando aprender e se preparar para o mercado. “Aprendemos muito na faculdade, mas muito mais com a prática e a troca nas relações”, relata a RP. Foi com esse pensamento que resolveu encarar o mercado, quando foi contratada como estagiária no Sindilojas Porto Alegre, onde trabalhou na área de eventos e área de marketing.

Ainda durante a graduação, Christine se destacou em seu emprego e recebeu uma oferta para ser assistente de marketing, cargo no qual trabalhou por 12 meses. Ela conta que encarar uma jornada de trabalho integral e se dedicar para a faculdade não é tarefa fácil, mas o aprendizado recompensa.

O curso estava chegando ao fim e ela não se sentia totalmente preparada para encarar o mercado de trabalho, pois só tinha vivenciado uma empresa e sabia que o existia experiências intrigantes fora do mundo onde estava inserida. Foi então, que a moça decidiu sair de um emprego com garantias de estabilidade para encarar um estágio no Banco DLL, onde iniciou seus trabalhos na área de trade marketing. Em meio às demandas diárias percebeu que existia uma lacuna a ser preenchida em questões de comunicação externa, como e-mail marketing, assessoria de imprensa e contato com consumidores finais. Foi nesse momento que uma cadeira da universidade foi utilizada para elaboração de um projeto para que melhorias na segmentação de público, distribuição de comunicações e assessoria de imprensa fossem elaboradas e, com o consentimento de todos os membros da área, iniciou-se a implantação.

Ao fim de seu estágio, Christine não teve a oportunidade de ser efetivada devido à falta de vagas na área. Contudo, um ano depois de ter saído, a RP recebe uma ligação convidando-a para ocupar o cargo de comunicação na área de Marketing.

Experiências como essa servem de inspiração para que possamos encarar desafios como possibilidades de sucesso. Às vezes, um trabalho da faculdade que é feito sem a devida dedicação, poderia se tornar uma melhoria para seu local de trabalho, uma ideia para empreender, ou o que mais nossa mentes possam imaginar.