Intercâmbio Estudantil

Novas fronteiras do conhecimento para jovens estudantes
St. Patricks

Festival de St. Patricks para intercambistas na Irlanda. Foto: Laura Bacchi.

O termo intercâmbio é usado para descrever a experiência de pessoas que vão estudar por um determinado período em outro país. O objetivo principal da viagem é aprimorar conhecimentos e relações com diferentes povos, idiomas e culturas. Viver é um constante aprendizado e associar os estudos a uma experiência no exterior faz parte do sonho de muita gente. Qual jovem nunca pensou em fazer intercâmbio em alguma época de suas vidas? ‎ Cerca de 80% dos estudantes brasileiros já planejaram, fizeram ou imaginaram sair do país para aprender sobre uma nova cultura e aprimorar uma língua estrangeira.

A boa notícia é que a concretização desse desejo está cada vez mais ao alcance dos brasileiros. De acordo com pesquisa da Belta (Associação Brasileira de Organizadores de Viagens Educacionais e Culturais), o mercado de intercâmbio está em expansão em nosso país. Se no ano passado, a empresa pioneira na América Latina no segmento de educação internacional, registrou a saída de 215 mil intercambistas brasileiros, neste ano o número deve se aproximar de 300 mil, segundo projeção das instituições de ensino associadas. Neste cenário, quais seriam os destinos mais concorridos? Segundo levantamento da Belta, o Canadá aponta como o país mais procurado pelos brasileiros para fazer intercâmbio. Os fatores apontados para o sucesso canadense são custos relativamente mais baixos em relação a outros destinos, facilidade para obtenção do visto, segurança, qualidade do ensino e hospitalidade. Em segundo lugar aparecem os Estados Unidos, seguidos por Reino Unido e Austrália. O top 10 da preferência dos estudantes brasileiros prossegue com Irlanda, Nova Zelândia, África do Sul, Suíça, Espanha e Alemanha.

intercâmbio

Viajando pelo mundo e conhecendo a cultura. Foto: Laura Bacchi.

Através do intercâmbio você consegue aprender uma língua/idioma e uma cultura diferente da nossa da melhor forma: vivendo. Não importa o tanto de tempo que você passe no lugar, a experiência adquirida ao término é única. Neste período, você aprende com pessoas do mundo todo, conhece lugares novos (e diferentes), enriquece o seu aprendizado e vocabulário. Também, através de intercâmbio, você cria contatos para que, algum dia, quem sabe, você possa voltar ao local para passear, ou até mesmo, para conseguir alguma oportunidade de emprego, sabendo por onde começar em um novo país.

O Programa de Mobilidade Acadêmica da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PMA/PUCRS), também conhecido como intercâmbio acadêmico, é oferecido exclusivamente aos seus alunos de Graduação. Por meio do PMA, os alunos têm a possibilidade de realizar estudos compatíveis com o seu currículo em Universidades que possuem Acordo ou Convênio de Cooperação Científica e Cultural com a PUCRS, por um período de um ou dois semestres consecutivos ou não, com possibilidade de aproveitamento das disciplinas. A Universidade abre espaço para aqueles estudantes que anseiam ter a oportunidade de sair do país, porém, sem deixar de ter vínculo com a sua graduação no Brasil.

Boa parte das pessoas que fazem intercâmbio querem aprender ou aperfeiçoar uma língua estrangeira, que normalmente é o inglês. Esta coincidência se dá devido ao fato de que muitas empresas estrangeiras estão querendo expandir seus negócios no Brasil ou empresas do nosso país estão cada dia mais abrindo espaço para clientes do exterior. Com isso, os estudantes estão querendo aperfeiçoar o seu currículo focando, assim, na terceira língua mais falada no mundo. E intercâmbio é sempre uma boa ideia para isso acontecer.