Skip to main content
O Snapchat vem sendo usado pelas marcas para anunciar lançamentos e promoções. Foto: Divulgação / Snapchat.
O Snapchat vem sendo usado pelas marcas para anunciar lançamentos e promoções. Foto: Divulgação/Snapchat.

As mídias sociais se tornaram um lugar propicio para muitas marcas atuarem, seja por anúncios ou páginas próprias. Todos os dias novas ferramentas são lançadas, mas quando o formato de uma delas surge com uma característica inovadora, os gestores têm um novo desafio pela frente.

Uma dessas novas ferramentas, o Snapchat em um primeiro momento pode parecer um aplicativo de troca de fotos, vídeos ou mensagens como qualquer outro: você tem o seu perfil, os seus seguidores e as pessoas que você segue. Seu diferencial, entretanto, está no fato de que os conteúdos têm um tempo de duração determinado pelos usuários e somem depois de visualizados. Um vídeo ou uma foto irá desaparecer tão logo alguns segundos passam, para nunca mais ser visto novamente pelo destinatário. Se publicado na ‘Minha história’ o conteúdo é apagado em 24 horas.

Como as fotos e mensagens ficam disponíveis por pouco tempo, cria-se um senso de importância, fazendo com que as pessoas prestem bastante atenção ao conteúdo, gerando entusiasmointeresse e engajamento. Além disso, o aplicativo permite que se acrescente legendas, adesivos, filtros, desenhos e efeitos sobre as imagens, o que aumenta a interatividade entre usuários e rede social.


Alguns dados sobre o Snapchat

Segundo dados divulgados pela DMR Stats, é possível notar algumas informações importantes sobre os usuários e sobre o seu comportamento na rede:

  • 73% do público do Snapchat tem de 18 a 34 anos
  • 9 mil fotos são compartilhadas por segundo
  • Cada usuário passa, em média, 25 minutos no aplicativo por dia
  • Aproximadamente 70% dos usuários são mulheres
  • Mais de 10 bilhões de vídeos são visualizados diariamente
  • Existem mais de 100 milhões de usuários ativos na rede diariamente

De acordo com dados da Comscore, o Snapchat é a terceira rede social mais acessada pelos Millennials (quem possui entre 18 e 34 anos), atrás somente do Facebook e do Instagram, ultrapassando o Google+, o Tumblr e até mesmo o Twitter.


Estratégias de posicionamento das marcas no Snapchat

Diante das novas tendências, as marcas precisam voltar sua atenção para o aplicativo, identificar como o Snapchat pode ser integrado e agregar resultados às estratégias de comunicação, assim como definir de que maneira seus recursos podem ser usados para fortalecer a marca. É nesse momento que a criatividade se faz necessária e a interatividade proporcionada pela ferramenta pode criar inúmeras possibilidades de uso corporativo. Por ser uma rede de ações imediatas, na qual as mensagens permanecem lá por apenas 24 horas, é possível fazer ações bem direcionadas. Escolher o melhor horário, uma quantidade mínima de envios por dia ou semana e pautas auxilia o relacionamento com o público.

Tanta popularidade fez com que a rede atraísse atenção de diversos anunciantes, que passaram a desenvolver estratégias dentro da plataforma. Diversas marcas já fazem uso do aplicativo em seus processos de comunicação e estão fazendo sucesso no Snapchat. Confira a seguir alguns exemplos:

  • Burger King – burgerking

Uma das estratégias do Burger King para lançar o novo sanduíche ‘’grilled hotdog’’ foi criar um filtro para o Snapchat. Este tornou-se popular entre os usuários que testaram o novo sanduíche da rede de fast-food, colaborando para a divulgação da novidade.

imagem5
Divulgação da campanha no Twitter. Foto: Twitter/Reprodução.
  • Sprite

A  Sprite não possui conta no aplicativo, mas iniciou uma campanha utilizando o Snapchat, intitulada RFRSH, que adiciona Snapcodes em milhões de latinhas. Ao ler o código com o Snapchat, conteúdo de influenciadores selecionados é exibido: Snaps do MC Guimê, PC Siqueira, Pyong Lee, Karol Pinheiro, MTV e do site Papel Pop são alguns dos que podem ser encontrados nas embalagens.

Além disso, qualquer um pode ter seu Snapcode impresso nas latas do refrigerante. Basta cadastrá-lo através do site, e os selecionados poderão fazer parte da campanha.

  • Starbucks – starbucks

O Starbucks utiliza o recurso do Snapchat “Minha História”, onde os usuários podem enviar fotos e vídeos do que estão fazendo para interagir com o público e divulgar promoções.

Starbucks utiliza o Snapchat como ferramenta de relacionamento com seus públicos. Foto: Reprodução/ThriveHive.
  •  McDonald’s – mcdonalds

A rede de fast-food inaugurou sua conta no aplicativo divulgando os bastidores da ação de lançamento do novo sanduíche. A campanha tinha como protagonista o astro da NBA LeBron James. Com a ajuda do Twitter, a marca divulgou a ação e em poucas horas ganhou milhares de novos seguidores no Snapchat.

A rede de fast foods utiliza suas outras mídias para promover sua conta e ações no Snapchat. Foto: Reprodução/Twitter.

E as Relações Públicas?

Ainda são recentes e escassos os recursos de análise e mensuração dos resultados obtidos através do uso do Snapchat. Ferramentas como o Snaplytics podem ser utilizadas para verificar a eficácia do aplicativo ao medir o percentual de abertura dos “screenshots”, histórico, perfil dos seguidores e outras métricas. Entre os dados capturados pelo Snaplytics estão: taxa de visualização, número de prints, horários de visualização, dias com maior taxa de cliques, peças com maior engajamento, entre outros.

snaplytics-social
A ferramenta dinamarquesa lançada em abril chegou ao mercado oferecendo as principais métricas para quem deseja saber como está o desempenho da conta no Snapchat. Foto: Divulgação/Snaplytics.

Como podemos ver através dos dados, o Snapchat tem um público extenso, mas definido – são prioritariamente mulheres, entre 18 e 34 anos – e isto deve ser avaliado pelas marcas quando considerarem utilizar o aplicativo como ferramenta de comunicação. O seu potencial, entretanto, ainda é questionado, uma vez que debate-se como uma plataforma cuja característica é a volatilidade, o imediatismo, com conteúdos efêmeros seria capaz de engajar tão fortemente seus públicos e construir relacionamentos? Além disso, as interações com as marcas se dão, majoritariamente, em um fluxo comunicacional de mão única.

O Snapchat ainda é uma plataforma que temos que entender melhor, avaliar e planejar como tirar proveito do ponto de vista de Relações Públicas, a fim de possibilitar o engajamento efetivo dos públicos e evitar com que o perfil da marca no aplicativo torne-se somente um difusor de informações e notícias, explorando apenas a dimensão mercadológica da comunicação. A máxima que vale para qualquer estratégia de redes sociais deve ser aplicada também para o Snapchat: É preciso saber com quem dialogar e, mais que isso, de que forma dialogar.