Skip to main content

“O Esperanto é a solução para a comunicação”, afirma César Dorneles.

O já aposentado professor César Dorneles, mestre em português, contou suas experiências e relatou seu primeiro contato com a língua planejada “menos” falada no mundo. O Esperanto saiu do nível de projeto e alcançou o status de semilíngua.

César Dorneles
César Dorneles em momento de lazer. Foto: Arquivo Pessoal.

César comentou como o Esperanto surgiu em sua vida e de onde veio a curiosidade pela “semilíngua” que lhe foi apresentada ainda em sua infância, por intermédio de seu pai. “Quando criança, folheava com interesse dois manuais de Esperanto de meu pai, que tinha se inscrito num curso, mas que desistira, conservando o material. Foi o meu primeiro contato.” A partir dali sua curiosidade e vontade de aprender mais sobre o Esperanto aumentou cada vez mais.

Em um contexto histórico, o Esperanto surge como uma possível solução para uma língua universal e facilitadora na comunicação global. Quando questionado sobre a importância da aprendizagem dessa língua, César comenta: “O Esperanto já existe há 125 anos, é uma língua que se apresenta ao mundo como a solução democrática para a questão da comunicação internacional”. César também aponta diversas qualidades da língua: “Um idioma perfeitamente adequado para servir como tal: simplicidade e regularidade gramaticais, fazendo com que em menos tempo a pessoa adquira uma fluência em sua fala, além de ser uma língua muito sonora.”

César já domina a língua por completo, isso se dá principalmente por ter dedicado boa parte de sua vida na aprendizagem e aperfeiçoamento do Esperanto, e também por sua curiosidade e enorme simpatia pela língua. O professor de português aposentado dedica seu tempo colaborando com o ensino do idioma para falantes de língua portuguesa, em um site mantido por uma ONG norte-americana (www.lernu.net).

A língua hoje se mantém muito ativa no âmbito digital, encontros e palestras sobre Esperanto são facilmente encontrados em meio às redes sociais e sites segmentados para esse público simpatizante da língua. César incentiva as pessoas para que busquem saber mais sobre o assunto e finaliza comentando a importância da internet para a evolução da língua: “A internet atualmente representa um grande impulso na divulgação, ensino e cultivo da língua.”