Logo RRPP Online
Logo Marista, Famecos, Espaço Experiência e PUCRS Visitar site Famecos Visitar site Eu Sou Famecos Visitar site PUCRS
2014 – Porto Alegre/RS
RRPP Atualidades 2013
Leia a edição impressa
Cadastre-se

RRPP Atualidades   

Notícias e Artigos

Aluno de Relações Públicas atinge 29 mil curtidas em evento criado no Facebook
Aluno de Relações Públicas atinge 29 mil curtidas em evento criado no …
Publicado em: 28/07/2015

Paulo Jobim conta que decidiu pedir a vinda de uma loja Starbucks para Porto Alegre a partir de um livro sobre a marca
Vinte e nove mil curtidas. Este foi o número atingido por Paulo Jobim, estudante de Relações Públicas da Faculdade de Comunicação Social (Famecos) da PUCRS em seu evento no Facebook pedindo que fosse instalada uma loja Starbucks em Porto Alegre – Queremos Starbucks em Porto Alegre. O evento virou notícia em Zero Hora e na revista South Star.

O que leva um jovem a criar um evento pedindo que a loja viesse para a capital gaúcha sem nunca ter entrado em uma das milhares de franquias da marca que existem pelo mundo? Simples: o que conquistou Jobim foi o serviço que a loja oferece, e não somente o produto. Ele explica: “Atualmente eu leio o livro “Liderando ao estilo Starbucks” do Joseph Michelli e foi a partir dele que eu comecei a ter interesse pela organização. Hoje, uma grande organização ganha visibilidade quando se mistura a excelência em produto e serviço.” Jobim acredita que o cliente gosta de se sentir valorizado, e esse é o segredo para a conquista da fidelidade.

O estudante também destaca o que sempre aprendeu desde o início da faculdade: “Para uma organização se tornar boa, ela deve estar em harmonia internamente. Se o funcionário se sente bem e gosta do que faz, ele produz melhor. Isso é fundamental para o crescimento da empresa.” Jobim conta que a forma como os funcionários são tratados foi um fator do livro que chamou muito a sua atenção.

Aos 20 anos, ele acredita que Porto Alegre está crescendo, e o evento ajudou ainda mais na visibilidade da cidade. O aluno da Famecos não compreende como a loja Starbucks ainda não existe na capital. Mas diz que, ao ler na matéria…

São Paulo Fashion Week e Gisele Budchen
As duas faces da moda: Gisele Bündchen e o SPFW
Publicado em: 8/07/2015
As duas faces da moda: Gisele Bündchen e o SPFW

Principal evento de moda da América latina, a São Paulo Fashion Week (SPFW) foi criada em 1996, pelo produtor Paulo Borges, e batizada de Morumbi Fashion. O evento nasceu com o objetivo de unificar todos os desfiles em uma única época, já que aconteciam dispersos ao redor do país. Desta forma, criou no Brasil o mesmo padrão internacional já existente em Nova York, Milão e Paris. Atualmente, criador e criatura são referências no mundo da moda, Borges é um renomado produtor de eventos e a SPFW a quinta maior semana de moda do mundo.

Além de ser um centro de tendências no mundo, a São Paulo Fashion Week tem uma grande importância econômica, social e comunicacional. O evento é uma plataforma única de criação de conteúdo de alta qualidade e repercussão. Em suas duas edições anuais, a semana de moda reúne cerca de 30.000 empresas e emprega 1,7 milhões de brasileiros. Com 39 edições, a SPFW vai muito além de expor tendências, movimenta aproximadamente 157 bilhões de reais envolvendo os segmentos de turismo, hotelaria, serviços, alimentação, transporte e varejo.

Na mesma época em que a São Paulo Fashion Week evoluía como referência internacional, outra new face ia fazendo o nome do Brasil no exterior. Gisele Bündchen iniciou sua carreira em 1995, quando, em um desfile de debutantes aos 14 anos, foi descoberta por uma agencia de modelos. Aos 19 anos, sua figura carismática e única levou a revista Vogue a afirmar que ela ressurgiu a “modelos sexys” nas passarelas, encerrando uma temporada de modelos de aspecto não saudável, apenas comercial.

Hoje em dia, Bündchen é uma exceção no mercado da moda, em consequência da desvalorização da atuação de modelo. A categoria está sendo trocada por celebridades, artistas e cantores. Grifes mundialmente renomadas, atualmente, preferem associar seus produtos a rostos conhecidos. Nesse caso, Gisele se…

A comunicação digital unindo casais
A comunicação digital une casais
Publicado em: 5/07/2015

O desenvolvimento da tecnologia trouxe diversas facilidades. Uma delas é a possibilidade de se encontrar um parceiro através dos diversos aplicativos e serviços disponíveis hoje. Com um celular minimamente moderno e uma conexão de dados, consegue-se conectar a um leque variado de aplicativos desenvolvidos para unir pessoas. Essa moda de está muito popular no Brasil, visto que hoje a facilidade do cidadão comum adquirir um aparelho telefônico é impulsionada pela cultura consumista. Dados da Folha de São Paulo afirmam que, no Brasil, cerca de 143 milhões de pessoas (85% da população) possui telefone celular. Destes, 52,5 milhões (31% dos brasileiros) acessam a internet por meio do aparelho, que em muitos casos é o único dispositivo com acesso à rede, tornando-se principal portal para toda e qualquer interação social.

Com esta quantidade de telefones, tornou-se atrativo desenvolver aplicativos voltados ao público brasileiro. A partir disso, ao final de 2012 foi lançado na loja brasileira o aplicativo Tinder. Com mais de 250 milhões de usuários ativos no mundo todo, ele vem facilitando na interação entre pessoas, muitas vezes resultando na formação de casais. Sua dinâmica é bem fácil, basta ligar o localizador do seu celular (GPS) e conectar-se ao Facebook pelo aplicativo. Em instantes o Tinder irá ‘catalogar’ opções baseadas na sua localização, orientação sexual e amigos em comum. Cabe ao usuário escolher se ‘curte’ ou não a pessoa, apertando um botão em forma de coração ou em um x, de acordo com a preferência. Se ambos marcarem um coração acontece rolar um ‘Match’, expressão em inglês que significa Jogo, e então abre uma janela de conversa instantânea para uma conversa posterior.

Depois do sucesso do Tinder, muitas alternativas surgiram. Outro queridinho dos usuários é o Happn, que tem uma dinâmica semelhante ao Tinder, contudo direcionado a pessoas que estão geograficamente próximas, mostrando pessoas…

PreviousNext